12 agosto, 2007

Simples Assim

Não precisa mudar
Vou me adaptar ao seu jeito
Seus costumes, seus defeitos
Seus ciúmes, suas caras, pra que mudá-las?
Não precisa mudar
Vou saber fazer o seu jogo
Saber tudo do seu gosto
Sem deixar nenhuma mágoa, sem cobrar nada
Se eu sei que no final tudo fica bem
A gente se ajeita na cama pequena
Te faço poema, te cubro de amor
Então você adormece
Meu coração enobrece
E a gente sempre se esquece
De tudo que passou

Um comentário:

Marcio disse...

Olá Nanny.

Sugiro dar uma olhada na Solução de Max Artur. Os passos e as ilustrações dele são, em minha opinião, muito claros e fáceis de seguir.

Veja meu artigo sobre o cubo, com links para esta e outras soluções, em:
http://blog.mhavila.com.br/2006/08/28/cubo-magico/

Depois que achei o caminho das pedras na Internet, já desembaralhei o cubo várias vezes. Já estou quase conseguindo fazer os Passos 1 e 2 sem ajuda, hehe.

Bom divertimento para você!

Aproveito para agradecer a inclusão do meu blog nos seus links favoritos.

Abraço,
Márcio