10 junho, 2008

Construindo Pontes

"Havia dois irmãos que viviam sempre juntos, faziam todas as coisas juntas. Cresceram assim partilhado tudo em comum. Até casaram no mesmo dia. Foram morar próximos um do outro, só que existia um rio que separava a casa deles...
Acontece que um belo dia, por uma coisinha de nada, estes dois irmãos brigaram. E desejaram nunca mais se falar.
Um dos irmãos contratou um pedreiro e pediu para que este construisse um muro, bem alto, porque não queria mais ter que olhar nem para a casa daquele que se dizia seu irmão. Falou também com o pedreiro que iria viajar e quando voltasse queria o muro construído. Após dar as ordens, partiu.
Quando voltou da viagem viu que, ao invés do pedreiro construir um muro tinha construído uma ponte. Este irmão se voltou para o pedreiro dizendo que não iria pagar pelo combinada, que afinal, tinha sido este pedreiro contratado para construir um muro. Mal terminou de falar, viu o irmão atravessando a ponte, alegre e gritando o nome do irmão e pedindo o seu perdão. O irmão da outra casa do lado do rio correndo em sua direção, abraçou-o e beijou-o, dizendo que tinha errado e pedia o perdão pelo que tinha acontecido.
O irmão da casa do lado de cá explicou para ele o ocorrido e, então, foram procurar o pedreiro que para espanto de todos não foi encontrado.
Soube-se, tempos depois, que este pedreiro tinha partido logo após ver que tinha cumprido a sua missão. Ele estava no mundo para construir pontes...."


Esta história foi contada mais de uma vez pelo Pe. Júlio de quem eu tenho a maior alegria de poder assistir e participar de suas missas aos domingos na Igreja de Nossa Sra. de Copacabana.

Sempre que paro pra pensar em "Construir Pontes" percebo que aí existe um vasto assunto, que pode até virar um livro, mas que principalmente, nos faz refletir: que estamos deixando para o nosso próximo? Que eu faço pra chegar até aquele que ainda não teve a oportunidade de conhecer este Deus tão maravilhoso?

Nenhum comentário: