22 agosto, 2007

As coisas que nós vemos não são o que parecem...
Permanecem totalmente desconhecidas para os outros.
O que os objetos podem ser por si mesmo, independentes do que percebem nossos
sentidos. Não sabemos nada sobre eles, exceto nossa forma de percebê-los.

(Emmanuel Kant)

“Achei isto interessante porque sempre me perguntei se o que eu vejo é o mesmo que a outra pessoa vê. Como por exemplo, o que é verde para mim é a mesma cor verde para você? Este questionamento aparentemente sem fundamento pode ser questionado na máxima de que “cada um tem seu gosto!!”. Então esta frase é a máxima para este trabalho que menciona detalhadamente a imagem...”

Nenhum comentário: